segunda-feira, 13 de abril de 2009

Reletindo sobre a auto imagem e aceitação


Olá belas mulheres,
Andei por alguns blogs desconhecidos e fiquei bem assustada.
Meninas com IMC normal, que com certeza devem ser lindas em uma paranóia geral de querer ser magrelas.
Eu não tenho filha mulher mas com certeza se tivesse eu a levaria na terapia comigo.
Eu sei o que é se sentir dentro de um corpo que parece que não é seu. Isso me intrigou, o que nos leva a querer ser o que não somos? A querer um corpo de sonho de revista?
Sou uma mulher madura, vivida, já passei por tantas coisas e por que ainda me vejo sonhando em ser modelete?
Por que temos tanto a necessidade da aceitação alheia que faz com que nos odiemos?
O que me deixa mais triste é lembrar que já tive um IMC normal e uma paranóia tão grande de emagrecer que me fazia fazer loucuras a ponto de ferrar com minha saúde, ter um câncer de tiróide, quase morrer de depressão e ai sim ser realmente obesa. Eu já trilhei esse caminho e sei aonde ele leva... eu tive sorte muitas podem não ter.
Hoje aprendi com muita dor, muitos tombos no fundo do poço que só a auto estima e a auto aceitação, nos leva a realmente a enxergar nós como somos e a respeitar nossos limites.
Não é fácil! Em uma sociedade aonde o culto a magreza é maior que qualquer religião não é fácil ser fora dos padrões.
Quero ser magra, quero me olhar no espelho e gostar do que vejo, quero parar de fugir das cameras fotográficas ( teve época que cheguei a odiar a camêra digital) o que torna minha vida complicada por que todo mundo tem uma, mesmo que seja de celular. O que não posso é perder o foco, perceber meus limites. Aceitar que não sou uma adolescente, que já tenho filho, que não tenho tireóide, que preciso estar sempre controlando o que como.
Uma coisa que tenho feito com frequência é pensar se vale a pena pagar o preço pelo que faço. Isso tem me ajudado muito. Vale a pena sacrificar uma noite com os amigos pra perder 200 grs? Vale a pena comer um Ovo de Páscoa e passar o resto da semana chateada? E assim vou colocando na balança os prós e os contras e tentando achar a coisa mais difícil: O EQUILÍBRIO!



Bom, falando de RA, acho que estou indo muito bem, não quero colocar o peso pois fui ao médico hoje e estou menstruada o que faz o peso se alterar um pouco. Quero postar o definitivo. Posso dizer que já elimei uns 3 kg com certeza, com jacadas e tudo.

Hoje foi um dia tranquilo, esfriou e chuveu o dia todo, me atrapalhou a caminhar. Mas a RA foi perfeita. Senti um pouco mais de fome e de vontade por conta do friozinho, mas fiz aquele chimarrão com chá verde e deu uma acalmada nas bixas...

Ia tirar uma foto pra colocar aqui, tomando meu mate mas acabou a bateria da máquina. Amanhã eu coloco, e é bom que mostro a cuia que minha tia que mora em Pelotas no RS me mandou.

9 comentários:

Luciana Kotaka disse...

Oi amiga, fico feliz por ter consciência do seu processo de perda de peso e de conquistas saudáveis.
Parabéns!!!
Também me assusto com alguns blogs que encontro, temos que com calma e sutileza,ajudar elas na recuperação de seu peso (para mais)
Mil beijinhos

Rosangela Neri disse...

O maior bem que podemos fazer a alguém não é comunicar-lhe a nossa riqueza, mas revelar-lhe a sua...

Vi vc no blog de uma amiga e resolvi te bisbilhotar... adorei seu blog!!! Volto logo logo

Beijinhos da Rô

zizi disse...

Olá Gi!
Amiga, que dureza deve ter sido esse processo relativo à sua tireóide! Vejo que és uma mulher forte, realmente, pq busca sempre a superação das situações desfavoráveis. É verdade, reconhecer que o tempo passa não é simples. Eu hj beirando os 30 vejo dez anos atrás como ontem,embora tenha passado por muuuuita coisa. Aceitar a imagem possível, longe dos padrões universais de beleza, nos gera conflitos.
mas eu fico com a frase de Pitangui, o cirurgião que, perguntado sobre o que é beleza (física)a definiu como aquilo que está presente, que aparece por si.
Olha amiga, eu interpretei essa definição no sentido de que a beleza não existe apenas dentro de um "padrão", mas é aquela característica singular, que aponta em cada uma de nós e faz com q sejamos únicas é a nossa beleza.
Querida, abra seus olhos! Você é uma mulher bela! Independentemente do fato de ser ou não valorizada por quem está ao teu lado.
agradeço por sua atenção e amizade.
Fica com Deus, Ele te aprecia muito e tem te sustentado de pé!
bjo grande
zizi

Luciana Kotaka disse...

Para fazer terpia temos que ter empatia, senão...não dá nada certo!
Beijocas , fico feliz por estar bem

Leila em Nova Fase de Renovação disse...

Penso exatamente como vc, igualzinha.
Por isso busco o equilibrio, estou muito feliz, pq nao estou só emagrecendo, estou tendo melhor qualidade de vida, descanso melhor por conta dos exercicios e varias outras coisas.
Mas nao sou neurotica, louca, nem quero ter o corpo que tive aos 18 anos.
Tb nao vivo pelo emagrecimento e sou muito feliz em outros aspectos da minha vida.
bjs e parabens pelo emagrecimento 'escondido' que ja teve rs..

Vania San disse...

Mas sabe, também nem gosto de pensar que já fui bem magra! O negócio é batalhar para vencer essa doença e caprichar!

beijos

Nova mulher. disse...

és una vencedora... tens toda razão kerida... vencer e vencer... olha... vamos combinar assim? sei que é díficil mais não vamos mais olhar pra trás? vou ter uma nova frase comigo : Não kero ter o corpo de hj amanhã... e assim sucessivamente...a cad adia de r.a o corpo é menor um pouco entende? meu imc aind anão é normal :/ o meu faltam 4 kilitos pra se tornar normal...vamo que vamo ein?... á amiga ...me cont aum pouco desse problema de cancer na tireoíde pq ele se desenvolveu? bjo bjo

maria/andrea disse...

Oi Gi, obrigada pelo comentário. Juro, não tinha lido seu post do dia 10. Mas, logo que lí, fiquei em dúvida se tinha sido vc mesma que escreveu, ou eu!
Entendeu agora o meu problema?
ME VÍ EM QUASE TODAS AS PALAVRAS DAQUELE POST, EXCETO A PARTE DO FEIA! PQ NÓS SOMOS LINDAS, HEHE!
Então, tô com um problemão gigante no meu casamento e ontem, acabei deixando o coração falar mais rápido que a razão e meti os pés pelas mãos... enfim, brigamos e acabei ouvindo coisas que acredito que não merecia! Foram quase 20 anos de um relacionamento bom (longe de ser perfeito) e que acho que acabou, assim, em segundos.
Estou magoada, triste mesmo. Tô mais pra "Meu mundo caiu" da Maysa, rsrs do que qualquer coisa...
É um misto de derrota, com fracasso... sei lá... Vc me entende??
Qualquer hora eu posto, mas não sei se tenho coragem pra soltar tudo o que estou sentindo. Só sei que não estou bem...
Quanto à RA, esta vai bem... até por conta desse problemão, a comida não tem me preocupado muito.
E é isso.
Legal saber que vc já mandou quase 3 kilos embora!
Quando vc pesar, posta pra gente ver.
Mais uma vez, obrigada pelo carinho de sempre.
Ajuda a confortar, pode acreditar.
Beijos!!!!

Renata disse...

Eu morria de vergonha pq engordei muito rápido e nem eu me acostumava com isso. A minha estima ficou péssima. Não me aceitava e nem emagrecia. Foi um horro.
Hoje eu quero emagrecer mas não sofro tanto assim. É claro que é ruim usar roupas grandes, ter barrigão etc, mas nada disso me impede de viver a vida bem vivida. Aprendí a me aceitar e me amar assim mesmo. Quero emagrecer pra me sentir melhor e andar bonita como antes, sem medos, sem vergonha. Mas se isso não acontecer eu quero ser feliz como sou, do jeito que eu sou. Eu simplesmente não admito que me intimidem, que digam que eu não estou no padrão.
Eu quero mudar, mas continuo sendo mais eu. Rsrsrsr

Isso sim é um desabafo.
Beijos